Rodrigues Jr.

02/04/2019
Os hábitos mais comuns de pessoas produtivas no trabalho.

Voltar



Muitos podem achar que trabalhar horas demais e estar o tempo todo ocupado com tarefas é um sinal de ser produtivo. Segundo uma nova pesquisa, no entanto, esses hábitos aparecem com mais frequência entre profissionais que reportam ter pouca produtividade no trabalho. Já trabalhadores que se sentem mais produtivos costumam, em maior quantidade, dedicar tempo ao planejamento, focar nas suas realizações diárias e compreender as necessidades organizacionais dos demais membros da sua equipe.

Os dados são de um levantamento de Robert C. Pozen, professor da MIT Sloan, que recebeu respostas de quase 20 mil pessoas de seis continentes, a maioria da América do Norte e da Europa. Os participantes responderam a um questionário em que detalhavam alguns dos seus hábitos no trabalho e avaliavam a própria produtividade.

De acordo com os resultados analisados pelos autores, aqueles profissionais que se consideram mais produtivos têm, no geral, alguns hábitos em comum, como os relacionados ao planejamento e à definição de prioridades, tanto para eles mesmos quanto para a sua equipe.

“Eles planejam seu trabalho com base nas suas principais prioridades e depois agem com um objetivo definido. Eles desenvolvem técnicas eficientes para administrar volumes grandes de informações e tarefas. E eles entendem as necessidades dos seus colegas – por exemplo, reuniões mais curtas, comunicação responsiva e orientações claras”, afirma Pozen em um artigo publicado na “Harvard Business Review” no qual escreve sobre os resultados.

Entre os hábitos adotados pelos mais produtivos estão revisar o planejamento do dia na noite anterior, propor pautas para reuniões com antecedência e criar métricas de sucesso para a equipe. Aqueles profissionais que não se consideraram produtivos na pesquisa reportaram, no geral, cultivar pouco esses hábitos, dando preferência a outros que sinalizam excesso de trabalho mais não necessariamente resultado, como preencher todos os horários do dia com tarefas.

Fonte: Valor Econômico, por Letícia Arcoverde, 29.03.2019...